quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Jogo dos SETE ERROS - DIA DA ÁRVORE

Jogo dos SETE ERROS - DIA DA ÁRVORE
Jogo dos SETE ERROS - DIA DA ÁRVORE




Jogo dos SETE ERROS - DIA DA ÁRVORE - Resposta
Jogo dos SETE ERROS - DIA DA ÁRVORE - Resposta








Texto com interpretação para o 3º Ano - O PATINHO AMARELINHO / ATIVIDADES PARA EDUCADORES








O PATINHO AMARELINHO
Era uma vez um lindo patinho amarelo.
Um dia ele saiu de casa bem cedinho e foi passear pela estrada. 
A manhã estava clara, o céu azul e havia muitos animaizinhos passeando. Não tinha ainda dado muitos passos e viu um gato engraçadinho. O gato que era muito bem educado, cumprimentou-o assim:
- Miau, miau! 
O patinho ficou encantado e disse:
- Oh! Que modo bonito de falar tu tens, Sr. Gatinho. Quem me dera falar assim!
- É muito fácil, patinho, respondeu o gato. Vamos experimentar?
O patinho experimentou dizer "miau". Não conseguiu. Experimentou de novo, experimentou muitas vezes! Foi impossível! Então disse:
- É muito difícil, Sr. Gatinho! Isto não é conversa para patinhos! Despediu-se do gato e continuou a passear.
Foi andando, andando e encontrou-se com Dona Galinha Cacarijó.
- Có, có, có, disse Dona galinha.
O patinho ficou encantado:
- Oh! Que modo bonito de falar a senhora tem, Dona Galinha!
- Experimenta falar assim, patinho.
O patinho tentou imitar Dona Galinha. Fez tudo que pode e nada conseguiu. Depois de algum tempo, já bem desanimado, disse:
- Muito obrigado pela ajuda, Dona galinha, mas isto é muito difícil para patinhos.
Despediu-se da Dona Galinha e continuou o seu caminho. Andou, andou e entrou na mata. De repente, ouviu a voz mais linda do mundo:
- Piu, piu, piu!...
O patinho ficou encantado! Olhou para cima e lá estava, no galho da árvore, um lindo passarinho de penas coloridas.
- Que modo de falar bonito tu tens, passarinho! Quem me dera falar como tu!
- Experimenta, patinho! Experimenta falar assim!
O patinho abriu o bico. Fez tudo que pôde para dizer "piu, piu, piu!". Foi impossível. Já estava desanimado. Despediu-se e voltou triste para casa.
No meio do caminho encontrou Dona Pata.
- Quá, quá, quá, disse a pata.
- Oh! mãe, disse o patinho. Será que posso falar como a senhora?
- Experimenta, filhinho, experimenta...
O patinho abriu o bico. Que vontade de falar como a mãe! E se não conseguisse?... Não falou como gato, nem como galinha, nem como passarinho. 
Será que poderia falar como pato? Fez um esforço, e...
- Quá, quá, quá...
- Muito bem, filhinho! - disse-lhe a mãe , toda feliz.
O Patinho ficou alegre, muito alegre. Depois, juntinho com a mãe, voltou para casa e a todo instante, abria o bico   para dizer mais uma vez:
- Quá, quá, quá...

Sugestões de perguntas para interpretação escrita do texto:
  1. Qual é o título deste texto?
  2. Quem saiu de casa e foi passear pela estrada?
  3. Quando o patinho saiu de casa?
  4. De que cor era o patinho que foi passear pela estrada?
  5. Como estava a manhã?
  6. Quem estava passeando?
  7. Quem o patinho viu?
  8. Como era o gato?
  9. Como o patinho ficou ao ver os modos do gatinho?
  10. O que o patinho achou do modo de falar do gatinho?
  11. O que o gatinho propôs ao patinho?
  12. Por que o patinho foi embora?
  13. O que o patinho achou de dizer MIAU?
  14. O patinho conseguiu dizer MIAU?
  15. Qual foi o segundo animal que o patinho encontrou?
  16. O que a galinha disse ao ver o patinho?
  17. O que o patinho achou do modo de falar da galinha?
  18. O que a galinha propôs ao patinho?
  19. O que o patinho tentou fazer?
  20. Como o patinho ficou por não conseguir imitar a galinha?
  21. O que o patinho achou de cacarejar?
  22. Ao entrar na mata o que o patinho ouviu?
  23. Ao desperdir-se da galinha, o que o patinho fez?
  24. O que o patinho desejou ao ouvir o passarinho?
  25. Quem estava no galho da árvore?
  26. Como era o passarinho que estava no galho da árvore?
  27. O que o passarinho propôs ao patinho?
  28. Ele conseguiu falar como o passarinho?
  29. Como o patinho voltou para casa?
  30. Quem fez quá, quá, quá?
  31. Quem era a pata que o patinho encontrou no meio do caminho?
  32. O que Dona Pata propôs ao patinho?
  33. O que o patinho desejava?
  34. Do que o patinho teve medo?
  35. O patinho conseguiu falar como um pato?
  36. Como a mamãe pata ficou ao ver seu patinho fazendo quá, quá, quá?
  37. Como o patinho ficou ao conseguir falar como a sua mamãe?
  38. Com quem o patinho voltou para casa?
  39. O que o patinho fazia a todo instante?





Clique AQUI  e conheça mais histórias

Texto BOLA DE NEVE, de Rogério Araújo

BOLA DE NEVE
Bola de Neve é uma cachorrinha branquinha, branquinha, como floco de algodão.
Um dia, à tardinha, Bola de Neve saiu do quintal de sua casa e foi passear pela cidade. Sobe ladeira, desce ladeira, vira à direita, vira à esquerda... e tudo para ela parecia igual: prédios, casas, lojas, lanchonete, farmácia...
“Que confusão morar na cidade!”, pensou a cachorrinha.
Depois de tanto andar e achar que não saía mais do lugar, ela encontrou um cachorro que estava de guarda no portão de uma casa e pediu-lhe:
— Cachorro, você pode me levar para casa?
— Sinto muito, mas não posso sair deste portão — respondeu o cão de guarda.
Bola de Neve continuou a andar, andar e encontrou um vira-lata:
— Você pode me levar para casa?
O vira-lata nem olhou para ela e continuou revirando o lixo à procura do banquete da noite.
Triste, sentindo frio, com fome e desanimada, Bola de Neve deitou-se no banco de uma pracinha. Começou a pensar em sua aventura e em como seria bom se ela estivesse no quintal de sua casa. Chorou... chorou... até adormecer.
Quando acordou, que alegria! Seu dono estava ao lado dela lhe fazendo carinho. Ele havia passado a noite toda procurando por ela.
Voltaram felizes para casa, e Bola de Neve aprendeu:
 “Nunca mais vou sair do quintal sozinha!”
Rogério Araújo





a)    Quem é Bola de Neve?
(  ) Um a gatinha.
(  ) Uma cachorrinha.
(  ) Uma boneca.
(  ) Uma galinha.

b)    Quando Bola de Neve saiu de sua casa para passear na cidade?
(  ) De manhã.
(  ) À noite.
(  ) À tardinha.
(  ) No domingo.

c)    O que Bola de Neve achou de morar na cidade ao andar por ela?
(  ) Ela achou que era uma confusão morar na cidade.
(  ) Ela achou que era bom morar na cidade.
(  ) Ela achou que era estranho morar na cidade.
(  ) Ela achou que era melhor morar na cidade.

d)    O que Bola de Neve pediu ao primeiro cão que ela encontrou?
(  ) “Cachorro, você pode me levar para casa?”
(  ) “Cachorro, você me deixa entrar na sua casinha?”
(  ) “Você pode me ensinar o caminho de casa?”
(  ) “ Cachorro você me ensina a revirar o lixo?”

e)    Este cachorro não quis ajudar Bola de Neve porque ele:
(  ) não tinha educação.
(  ) era um cão de guarda.
(  ) era cego.
(  ) era um cão guarda-roupa.

f)     O que fazia o vira-lata que Bola de Neve encontrou?
(  ) Ele revirava o lixo, pois não tinha o que fazer.
(  ) Ele revirava o lixo à procura de um osso perdido.
(  ) Ele revirava o lixo à procura do banquete da noite.
(  ) Ele revirava o lixo, pois gostava muito de fazer isso.

g)    Por que Bola de Neve deitou-se no banco de uma pracinha?
( ) Porque ela estava triste, sentindo frio, com fome e desanimada.
(  ) Porque ela achou viu o banco e achou ele bonito.
( ) Porque ela estava triste e não queria conversa com ninguém.
( ) Porque ela estava querendo ver se era bom dormi no banco da praça.

Clique AQUI  e conheça mais histórias